Fundação Aristides de Sousa Mendes

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Atenção
  • EU e-Privacy Directive

    This website uses cookies to manage authentication, navigation, and other functions. By using our website, you agree that we can place these types of cookies on your device.

Home Casa do Passal

A Casa - Centro de Memória

Indíce do artigo
A Casa
O projecto
Espólio
Donativos
Centro de Memória
Todas as páginas


O programa museológico detalhado para a Casa de Aristides de Sousa Mendes
Centro de Memóriaestá ainda em vias de preparação, estando já definidos alguns dos seus elementos básicos. O futuro centro de memória permitir-nos-á reviver uma das grandes histórias do século XX, implicando a figura incomparável de Aristides de Sousa Mendes e o seu extraordinário Acto de Consciência, o drama da Guerra e dos refugiados e dos perseguidos e o papel especial de Portugal no caminho da Liberdade.

Uma vez que pouco do recheio sobreviveu à desgraça que atingiu a família Sousa Mendes e ao leilão de credores, as exposições deverão aproveitar mais a extensa documentação disponível sobre os vistos e a lista de refugiados e as suas histórias como sobreviventes do holocausto.

Os potenciais circuitos museológicos poderão incluir os seguintes elementos:

- A guerra, os refugiados (judeus e não só), a fuga, os vistos, os sobreviventes e seus descendentes, o Acto de Consciência de Sousa Mendes, no enquadramento histórico da guerra e do holocausto na Europa;

- Sousa Mendes, o Homem, o Diplomata e o Estadista – do acto de coragem ao castigo e ao posterior reconhecimento;

- Sousa Mendes como Justo entre as Nações e o fenómeno dos diplomatas e outros salvadores.

Ao registar, preservar e até mesmo reviver este grande momento histórico, a visita tornar-se-á uma experiência marcante pois através dela acompanhar-se-á o desespero dos perseguidos, a gratidão dos resgatados e a caridade dos altruístas. Assim, a Casa de Sousa Mendes será um “lugar de memórias do futuro”, em que cada visitante ficará mais comprometido com a paz e com a tolerância, reforçando a sua coragem e a sua consciência.

Adicionalmente, a Casa de Aristides de Sousa Mendes terá um programa activo de parcerias e de  intercâmbio com outros sítios da consciência, outros centros de memória do holocausto e outros centros de estudo da tolerância e direitos humanos, tornando-se a principal presença destas redes culturais em Portugal.

Em termos de funcionamento, a Casa de Aristides de Sousa Mendes deverá tornar-se um local de visita obrigatória, na região do Dão, no Centro de Portugal, rica em história, gastronomia e paisagem. A sua localização em Cabanas de Viriato, concelho de Carregal do Sal, a cerca de duas horas e meia de viagem de Lisboa, será um convite aos visitantes para  pernoitarem na região, aproveitando a oportunidade para visitar outros lugares. Prevê-se a visita frequente de grupos escolares e de excursões turísticas, inclusive de judeus e outros visitantes estrangeiros.

A Casa do Passal tornar-se-á eventualmente um polo de atracção cultural e turística na região Centro, dado que Cabanas de Viriato fica, afinal, a escassos 30km de Viseu, a 45 km de Coimbra e a 120 km da fronteira de Vilar Formoso, que os refugiados tanto desejavam transpor, em 1940.